Artigos

 

A artrite séptica no quadril pode ser causada por bactérias, vírus ou fungos após contaminação em outra parte do corpo. O problema tende a se espalhar por meio da corrente sanguínea até a articulação. Dores no quadril e limitação nos movimentos são dois dos sintomas mais comuns desse tipo de problema.

O que é?

A artrite séptica é uma infecção que acomete as articulações de um indivíduo. Esse problema se manifesta por contaminação via vírus, bactérias e fungos que se alojam nas “juntas” do paciente. A doença pode ser contraída após algum procedimento cirúrgico e até mesmo por infecção em outras áreas do corpo. Nesse caso o corpo invasor se espalha pela corrente sanguínea até as articulações. Isso ocorre por causa da baixa imunidade que a pessoa se encontra no momento. 

De forma geral, os joelhos e o quadril são os locais mais afetados pela artrite séptica. Na maioria das vezes, idosos que se submeteram à colocação de próteses, estão mais suscetíveis a contrair a patologia. No caso da contaminação bacteriana, a articulação infeccionada se encontra com bastante purulência, sobretudo na cavidade articular. Esse acúmulo de pus é responsável pelo quadro de dor e pela limitação de movimentos. 

Quando a infecção é originada por um fungo, o problema se manifesta em uma só articulação. Felizmente a doença pode ser controlada e curada com a injeção de medicamentos antibióticos na veia. No decorrer do tratamento, o paciente deverá receber a orientação de um fisioterapeuta para o auxílio no recobramento da articulação. 

Artrite séptica no quadril

De forma geral, o problema é originado pela bactéria Staphylococcus Aureus, um microrganismo que se aloja no quadril do paciente. A doença, se não tratada com rapidez, pode comprometer todas funções da articulação. Por isso um médico ortopedista especialista em quadril deve ser consultado imediatamente. Afinal, o desenvolvimento da doença pode incapacitar os movimentos do paciente de forma crônica. 

A evolução da artrite séptica no quadril pode ser dividida em três estágios. No primeiro ocorre a contaminação de bactérias no interior das cavidades articulares do quadril. Isso conduz à segunda etapa, que é o processo inflamatório e a formação de pus. Se o problema não for solucionado nessa etapa, a destruição articular estará encaminhada. Por isso o diagnóstico precoce nesses casos faz toda a diferença, e a pronta identificação da doença é necessária.

Sintomas

Invariavelmente o principal sintoma são as dores no quadril. Elas tendem a se intensificar com o passar do tempo, na ausência de um tratamento. Com a infecção, o paciente fatalmente irá manifestar um quadro febril e de sudorese. 

A artrite séptica no quadril causa limitação dos movimentos articulares da região acometida. Edemas e acúmulo de líquidos também são comuns para pacientes que sofrem com a patologia. Portanto, diante desses sinais, o médico ortopedista especialista em quadril deve ser consultado o quanto antes.

É importante lembrar que qualquer pessoa pode desenvolver a doença, independentemente de idade, sexo e recursos financeiros. Desde recém-nascidos até idosos podem ser acometidos por esse tipo de artrite séptica.

Diagnóstico

A identificação da doença causadora de dores no quadril é bem simples. O médico ortopedista especialista em quadril irá indicar alguns exames para a confirmação do problema. A infecção pode ser averiguada por meio de exames de imagem, tal como nas radiografias e ultrassom, bem como por artrocentese (coleta do líquido sinovial de uma cápsula articular) e avaliações feitas em laboratório. 

Esses exames serão essenciais para o apontamento de supostos líquidos contaminados com bactérias nas cavidades articulares. Sendo assim, o reconhecimento da patologia poderá ser confirmado pela equipe médica.

Tratamento

A recuperação do paciente importunado pelas dores no quadril é feita a partir da administração de antibióticos injetáveis. Só assim a bactéria será combatida pelo sistema. Ministrado o remédio, a tendência é que o líquido presente na articulação diminua gradualmente.

Outro procedimento eficaz na recuperação do paciente com artrite séptica é a drenagem cirúrgica. Nesse caso o paciente é submetido a uma lavagem com soro fisiológico, a fim de eliminar as impurezas (secreções purulentas) presentes nas cavidades do quadril.

Além do ortopedista, médicos especializados em infectologia e reumatologia podem contribuir com tratamentos específicos para a melhora do paciente doente.