Artigos

O pilates é um grande aliado no processo de reabilitação do quadril, seja após cirurgias como a artroplastia de quadril, ou para patologias típicas de quadril, como a bursite e a pubalgia. Mas como os exercícios do pilates atuam nessa região tão essencial para os movimentos do corpo humano?

O pilates entra como uma parte do tratamento conservador, nos casos que não precisam de cirurgia. Já nos casos que precisam de cirurgia, os exercícios de pilates começam antes mesmo da operação: eles ajudam na melhoria das condições musculares, facilitando o processo de reabilitação após a intervenção cirúrgica.

É importante ressaltar que, antes do paciente começar as atividades de pilates, ele passará por sessões de fisioterapia que tem o objetivo de restaurar as funções da articulação do quadril, além de diminuir os sintomas de dor: tudo isso para que o paciente volte à sua rotina.

No pilates, funções como a amplitude do movimento, fortalecimento da musculatura estabilizadora do quadril, equilíbrio, e propriocepção (capacidade em reconhecer a localização espacial do corpo) são trabalhadas.

Além disso, o método ajuda a prevenir possíveis lesões, bem como proporcionar o alívio de dores crônicas. Com a prática, há também o aumento do tônus dos músculos que estão estirados ou enfraquecidos, essencial para os pacientes que passaram por uma cirurgia de quadril.

Dúvidas sobre doenças no quadril? Entre em contato ou agende sua consulta!