Artigos

As doenças reumáticas são, basicamente, aquelas que atingem o aparelho motor do corpo humano, ou seja, músculos, articulações, tendões, ossos, etc. A polimialgia reumática é uma dessas condições que afeta o sistema motor por conta de um processo inflamatório. Entre as principais regiões afetadas pela doença, estão o quadril, o pescoço e os ombros.

A condição surge com mais frequência em mulheres acima dos 50 anos. Apesar de sabermos em que grupo a polimialgia reumática se apresenta mais, as causas da doença ainda não são amplamente conhecidas. Existem estudos que indicam fatores genéticos e ambientais (presença de vírus) como influenciadores, mas ainda não são conclusivos.

O resultado da polimialgia reumática pode incluir:

- Dor intensa;  

- Rigidez matinal (dificuldade para começar a realizar os movimentos pela manhã; no caso do quadril, por exemplo, a pessoa tem dificuldade para virar o corpo na cama e se sentar para se levantar);

- Fadiga intensa;

- Enrijecimento dos músculos;

- Febre;

- Perda de apetite, entre outros.

É importante ficar atento a todos os sintomas, pois a polimialgia reumática muitas vezes está associada à outra condição, a arterite de células gigantes. Os sinais, nesses casos, podem incluir: dor de cabeça constante, desconforto na hora de pentear o cabelo, dor/desconforto na hora de mastigar e alteração ou perda gradativa da visão.

O diagnóstico é feito por análise de sintomas, excluindo outras possibilidades, e por exames. Os tratamentos consistem, basicamente, na administração de corticoides, variando de acordo com o caso.

Possui dúvidas sobre o assunto? Entre em contato ou agende sua consulta!