Artigos

Quedas, instabilidade, desgaste da prótese, deslocamento, etc. E andar? Quem tem prótese no quadril já deve ter passado por todas essas fases de questionamento pelo menos uma vez. Um dos que aparecem mais frequentemente, com certeza, é o questionamento sobre poder ou não fazer caminhadas após uma artroplastia de quadril.

A recomendação para pacientes que passaram por um processo de reconstrução da articulação do quadril é para que as atividades físicas sejam retomadas com orientação profissional e médica o quanto antes. Isso é indicado para ganho de qualidade de vida e recobramento de força. No entanto, os pacientes devem evitar as atividades de grande impacto, já que estas podem acabar diminuindo a ‘vida útil’ da prótese, seja esta parcial ou total, e também causar outros danos, como deslocamentos e atritos.

Portanto, após uma avaliação médica o paciente que tem prótese de quadril pode, sim, fazer caminhadas, já que elas não são exercícios de forte impacto. O mais importante aqui é contar com uma equipe multidisciplinar (médico ortopedista, fisioterapeuta, professor de educação física, etc.) que poderá orientar o paciente quanto ao seu quadro, com medidas como:

- Quantidade e evolução das caminhadas;

- Intensidade;

- Acompanhamento e avaliação constantes.

Se houver interesse em realizar outros exercícios é extremamente importante discutir o tema com a equipe para evitar lesões ou qualquer problema com a prótese.

Possui dúvidas sobre o assunto? Entre em contato ou agende sua consulta!