Artigos

As lesões no quadril envolvem inúmeros fatores: seja uma pisada errada, musculatura enfraquecida, excesso de treinamento, movimentos repetitivos, etc. O importante é estar atento ao próprio corpo e praticar as atividades cotidianas, ou exercícios físicos sempre com cuidado para não lesionar a região, por isso aqui vão algumas dicas do que fazer para diminuir as chances de sofrer uma lesão no quadril.

O pilates é um grande aliado no processo de reabilitação do quadril, seja após cirurgias como a artroplastia de quadril, ou para patologias típicas de quadril, como a bursite e a pubalgia. Mas como os exercícios do pilates atuam nessa região tão essencial para os movimentos do corpo humano?

O quadril é uma das articulações mais importantes do corpo humano: graças a ele podemos realizar atividades como andar, correr, sentar, etc. Além de ser uma das articulações mais flexíveis e com maior amplitude de movimento, o quadril também suporta o peso do corpo por meio da conexão com as pernas.

Cerca de 1,6 milhão de pessoas sofrem fraturas no quadril anualmente e estima-se que, até 2050, esse número subirá para 6,3 milhões. Para uma pessoa idosa, uma fratura no quadril é tão grave que pode levar ao óbito.

O fortalecimento do quadril é essencial para evitar lesões na região e, inclusive, em outras partes do corpo, como joelhos, tornozelos e região lombar.

O quadril é uma região importante de sustentação do corpo e que recebe carga durante a prática esportiva, podendo se lesionar. Conheça as modalidades que podem gerar o aparecimento de lesões no quadril.