Artigos

A dor no púbis está associada a uma inflamação que acomete, principalmente, atletas de alto desempenho. Isso se deve a compensação que ocorre em um dos grupos musculares adjacentes da região púbica.

Pedalar exige do corpo e, muitas vezes, dores podem surgir após algumas horas de pedalada. Uma delas é nos glúteos: ela pode indicar algo mais sério que um simples desconforto e pode estar associada à síndrome do piriforme.

Dirigir pode fazer com que o motorista fique por muitas horas sentado na mesma posição, tensionando o corpo. Os quadris podem sentir dores após horas dentro do carro. Isso porque o corpo sofre com sobrecarga nas articulações, estresse e tensões musculares.

Você sente dor nos glúteos? Essa dor pode estar associada à síndrome do piriforme: ela acontece quando o músculo piriforme está inflamado. O nervo ciático pode passar tanto por baixo desse músculo, quanto por dentro dele: com isso há irritação no nervo ciático que, consequentemente, gera a dor.

As lesões no quadril envolvem inúmeros fatores: seja uma pisada errada, musculatura enfraquecida, excesso de treinamento, movimentos repetitivos, etc. O importante é estar atento ao próprio corpo e praticar as atividades cotidianas, ou exercícios físicos sempre com cuidado para não lesionar a região, por isso aqui vão algumas dicas do que fazer para diminuir as chances de sofrer uma lesão no quadril.

O pilates é um grande aliado no processo de reabilitação do quadril, seja após cirurgias como a artroplastia de quadril, ou para patologias típicas de quadril, como a bursite e a pubalgia. Mas como os exercícios do pilates atuam nessa região tão essencial para os movimentos do corpo humano?